quarta-feira, 12 de março de 2008

Afinal parece que a Polícia Marítima também “promove” almirantes.

A propósito da notícia veiculada no matutino “CORREIO DA MANHÔ, no passado dia 01MAR2008, cujo excerto se reproduz:

(…) A Marinha diz que o vice-almirante director DGAM “resultou de decisão” de Paulo Portas, em 2004, mas o gabinete de Severiano Teixeira garante que, após uma consulta dos arquivos, “não foi encontrado qualquer despacho assinado pelo ex-ministro da Defesa Paulo Portas sobre a matéria”.

A decisão de Paulo Portas terá sido tomada após a Armada ter apresentado uma situação em que diz que “o DGAM é por inerência de funções comandante-geral da Polícia Marítima [PM], órgão caracterizado como autoridade policial e de polícia criminal”. Para a Marinha, “nesta qualidade o DGAM exerce as competências delegadas pelo Ministro da Defesa (decreto-lei 248/95, de 21/Setembro), a quem cabe recurso hierárquico das decisões do comandante-geral da PM”.(…)

Assinalamos com admiração, como os especialistas rondam as velas ao vento de feição.

Nos últimos tempos temos verificado que sempre que a Polícia Marítima executa alguma missão, somos bombardeados com informação de que a Autoridade Marítima Nacional fez, ou então que a Autoridade Marítima através da Marinha conseguiu, e finalmente a Polícia Marítima da Capitania X apreendeu.

Existe, na nossa opinião, uma necessidade intrínseca da Marinha de Guerra se afirmar no terreno face às investidas de outras Forças Policiais que refira-se, a Marinha não é.

Tudo o que legitima a Marinha a exercer a Autoridade do Estado em matéria de Segurança Interna, é o Comando por inerência de uma Força Policial e que é, sem dúvidas nenhumas a POLÍCIA MARÍTIMA.

Não vão muitos anos em que a Direcção Geral de Marinha apenas tinha um Vice-almirante o qual, desempenhava o cargo de Director Geral de Marinha (DGM).

Com a publicação do Estatuto Profissional do Pessoal da Polícia Marítima - Decreto-lei 248/95, de 21/Setembro, o então DGM, por inerência de funções, passou a ser também o Comandante Geral da Polícia Marítima, mas este diploma legal também criara o cargo de 2º Comandante Geral da Polícia Marítima, Quid Juris. Criou-se então o cargo de Sub-director Geral de Marinha.

Afinal parece que a Polícia Marítima também “promove” almirantes.

28 comentários:

Anónimo disse...

AS ARVORES MORREM DE PÈ.
Saudações a todos os que ainda lutam pela dignidade da PM.
Como sabemos... já restam poucos HOMENS que nesta casa ainda caminhem de pé.
Temos assistido, infelizmente, a um retrocesso de direitos e apenas e somente nos tem arranjado DEVERES, os direitos ficam na gaveta, e só os que lutam na barra dos tribunais vem os seus direitos prevalecerem.
Para quem foi militar até compreende ou tenta compreender estas cabecinhas pensadoras, que passam pela DGAM, durante 3 a 4 anos, para SHOW-OFF, e engrandecer a ARMADA, Marinha de Guerra Portuguesa, porque eu não conheço nenhum CEMM, chefe do estado maior da marinha, mas sim CEMA, Chefe do Estado Maior da Armada ou será que depois dos bufos lerem estas palavras informem os seus “Senhores” para então ser formado o CEMM como foi feito em relação á PM com a auto criação do CEMPM, só faltava mesmo esta!!!!
A PM é a única força policial nacional que caminha ao contrario de todas as outras, caminha a passos largos para o militarismo e não para o civil como deveria de ser, estamos no século XXI e vivemos desde 74 num Estado de Direito, há ainda quem não saiba o que isso é…
Deixo aqui o meu grito de revolta da gestão danosa desta casa, DIVIDIR PARA REINAR! Foi esta a teoria que os “Senhores” infelizmente adoptaram.
Para estes "Senhores", recomendo que leiam o livro de Sun Tzu " A Arte da Guerra" e aprendam a lideram homens!
Um bem haja aos HOMENS que ainda lutam pela dignificação da PM.
Megavles

Jorge Humberto disse...

sábias palavras
Bem Hajas

manuel jones disse...

Abri o nosso blog,s.Fiquei contente com esta iniciativa, assim, j´podemos descarregar as nossas máguas,(que não são poucas),com todo o respeito pela nossa Polícia Marítima. Quanto ao tema em questão,tenho a dizer que gostei de ler o 1º comentário, parece que o Sr. está dentro do assunto.
Também digo:
Bem hajam os HOMENS que ainda lutam pela dignidade da P,M.
Maunel Jones

arnaldo disse...

Epá, isto começa bem!
Vai lá vai...
Um abraço aos camaradas da PM.
Tenho dito!

Pascal disse...

Realmente, nos dias que corre vale tudo, desde que em prol dos mesmos.
Parabéns à ASPPM por mais esta iniciativa.

Anónimo disse...

Boas,

gosto da iniciativa, mas ainda estamos muito mal.

Será que a ASPPM, não consegue fazer melhor??
Não podemos dar uma imagem profissional??
Ou não podemos ter uma imagem profissional?
Será difícil ter um projecto de raiz?

Cumprimentos

Anónimo disse...

A Polícia Judiciária, no cumprimento de mandados de detenção emitidos pelo Ministério Público, deteve quatro indivíduos por suspeita da prática de vários crimes de corrupção passiva e activa para acto ilícito, falsificação de documentos e peculato.

As detenções surgem na sequência de uma investigação iniciada há vários meses, a partir de uma denúncia efectuada pelas Autoridades Marítimas, relacionada com suspeitas de conivência entre pescadores que se dedicam à pesca ilegal no Rio Douro e elementos da Polícia Marítima e da Capitania do Porto do Douro que, a troco de contrapartidas monetárias, praticam actos contrários aos deveres do cargo.

No decurso da operação, ocorrida hoje de madrugada, com a participação de vários elementos da Polícia Judiciária e com a estreita colaboração da Marinha Portuguesa, foram realizadas mais de uma dezena de buscas em residências e em empresas, no decurso das quais foi apreendida diversa documentação relevante para a prova.

Os detidos irão ser presentes à autoridade judicial competente para primeiro interrogatório e eventual aplicação de medidas de coacção.


16 de Abril de 2008

http://www.pj.pt/cgi-bin/news.pl?action=viewarticle&id=3783

Anónimo disse...

Relativamente, à detenção dos elementos ligados à Capitania do Porto do Douro e do Comando da Polícia Marítima do Douro, esperemos que a verdade seja como azeite na água.
Para já sabe-se que é um Policia Marítimo, dois Militarizados do Troço-Mar e um Cabo da Marinha na reserva.
Como fruta na fruteira, há que eliminar as peças que estão podres, antes que contaminem as restantes, mas tão só, não chega, há que analisar a origem do fungo que atacou aquela peça de fruta, não vá o mesmo estar alojado na própria fruteira.
Será que esta investigação da PJ só se resumiu aquela Repartição Marítima?
E aqueles Escrivães que desfalcam as Capitanias e nada lhes acontece? Perdão. Acontece-lhes serem movimentados para outras Capitanias.
E será que actuavam sozinhos?
Esta promiscuidade só é possível porque uns e outros, entenda-se militares, civis, militarizados e Polícias Marítimos estão juntos no mesmo espaço físico, permitindo que as doenças alastrem.
Militares a tripularem meios da Policia Marítima e a fazerem-se passar por estes. Fardarem-se com o mesmo tipo de fardamento e identificarem-se com carteiras profissionais daqueles, etc. etc.
Não defendendo os actos praticados, esperando que os responsáveis sejam exemplarmente punidos, espero que o agente(s) acusados, caso se apure a sua culpa, não sirvam para encobrir outros com maiores responsabilidades e que por agora se mantêm de joelhos, rezando para que os ora visados não sonhem em voz alta.
Vamos serenamente aguardar, pode ser que não tenhamos outro caso de entre-rios ou do bolama, em que a montanha pariu um rato.

Lord of Aogardam

Pascal disse...

Subscrevo na íntegra as palavras sábias do Lord of Aogardam!
Uma vez que a investigação se encontra a ser conduzida por uma autoridade competente e reputada como a PJ, fico expectante que não tenhamos um novo caso "POLICIA MARÍTIMA GANHA COM AS MULTAS", em que após uma investigação profunda ao cerne da maior perversão de todos os tempos, se verificou afinal tratar-se apenas de um mero desentendimento entre um jornalista do Correio da Manhã e o Presidente da ASPPM, sendo afinal todo o conteúdo referente à existência de um pseudo"sindicato" e ao pagamento de avultadas quantias em troca de movimentações para locais de interesse económico como as Capitanias, mero fruto da imaginação. Abençoada ignorância!

Anónimo disse...

A PM promove almirantes?
quiç~´a era melhor como na GNR q promove Generais.......
Olha-me esta, os putos andam a fumar charros a mais , ai andam andam....
mas acho que tem razao. O CGPM deve ser um graduado da PM com 2 anos de curso , para taco a taco se sentar perante um juiz/ procurador do MP (PSP) ou um general *** da GNR . Ai sim a PM estaria bem representada. A PM no futuro vai estar bem representada com os putos dos ultimos anos, licenciados, sem vicios, sem sede de protagonismos de ex cabos da marinha. sim putos que nem à tropa fora mas muito bem se têm notabilizado em pequenos comandos pelo pais fora. em lisboa fazem os fretes dos antigos cheios de esquemas e manhas, que destroem a PM

Anónimo disse...

Camarada
Distorces tudo o que foi escrito até aqui e mais grave, até o que dizes.
Mas recordo-te, na GNR são todos militares (concordemos ou não).
Na Academia, quando assentam praça, seguem logo a carreira da GNR, não tem dois tachos para a vida toda.
Na PSP, também tem uma escola superior que os forma e o Director Nacional, é nomeado por escolha do MAI e não por proposta do CEMA/AMN, logo, como facilmente se pode ver, não querendo dizer que tudo é azul, seguramente é mais credível.
Mas ainda acrescento, quantos militares da Marinha receberam formação em Polícia. Quantas detenções, apreensões, autos de notícia fizeram?
Posso te assegurar, qualquer Juiz ou Procurador, prefere se sentar em frente de um agente de 3ª do que de um qualquer Cte. sabes porquê? Falam a mesma língua. Não é o canudo que faz as pessoas mas sim a vida e, neste caso a vivência profissional e qualquer um deles, combate a criminalidade, daí quando falam disso, estão todos a falar do mesmo.
Na Escola Naval, formam-se oficiais para comandar navios e traçar estratégias de combate naval, navegação, administração naval etc., não se formam oficiais de polícia nem tão pouco juristas.
Os juristas, são formados nas faculdades de direito, tal como muitos dos nossos polícias. Com uma diferença. Todo o pessoal da PM que se formou nas mais diversas áreas, foi com seu sacrifício próprio e a expensas do seu erário, não do público.
Por isso, venham eles comandar a PM, com os seus dois anos de cursos profissionais, cinco ou mais de faculdade, mas acima de tudo, com os seus quinze de PROFISSIONAL DE POLÍCIA

Anónimo disse...

Desculpem lá, mas empolguei-me de tal forma que até me esqueci de, apesar de um pseudónimo, assinar este último comentário.
O vosso incondicional amigo
Lord of Aogardam

Anónimo disse...

não vale a pena gastar o meu latim.... ficamos por aqui... já tenho uns anos, já vi muitas coisas, tirei muitos cursos e cursitos e nao acredito naquilo que li por aqui... podem tentar enganar os putos , a mim não me enganam. O pessoal so pensa na emolumenta, so pensa no triangulo lisboa/sines /SETUBAL, estao se marimbando para Caminha e outros que se recebe para o café, e querem voos maiores q as pernas... os tempos dos cabos de mar já foram... PM nunca foi , nao é e nunca será MAI. ninguem entrou na PM sem ser na mui briosa e amada ARMADA. Nao gostam? tou como o CEMA, estamos num estado democratico podem discordar à vontadinha...isto nao é uma democracia, nem o MP, nem a PJ nem a PSP nem muitas coisas. felicidades e siga a MARINHA

Anónimo disse...

sic Os juristas, são formados nas faculdades de direito, tal como muitos dos nossos polícias.

quantos agentes da pm sao juristas?

bem juristas que conheco na Marinha.. e na Autorida de maritima, claro
VALM Carreira actual dgam
cmg agoas crpms, mota ribeiro ex crpms, cmg xavier da cunha actual DSJ e futuro CRPMS (out08), actual CRPMC, e os tres antecessores idem....o cte portero (lisboa), enfim ,palavras para que , pela boca morre o peixe

Anónimo disse...

Fiquei sem perceber, voltei atrás, reli, e não vejo a razão deste último comentário, o lord não disse que não existiam juristas na marinha, o que disse é que os da pm ( e que também conheço uma boa meia dúzia ou mais)tiveram que pagar os seus cursos, tal como outros licenciados, noutras áreas, como ciências, engenharia, farmácia, história, psicologia, etc. Lembram-se do camarada Bártolo - Caminha, em 1989 ou 90, foi o primeiro licenciado da PM, a suas expensas, na altura uma surpresa para todos.
Mas espera lá eu não estou aqui para ser advogado do Lord, esse gajo é de sangue azul e eu sou da plebe.
Estou a brincar, também sou um incondicional amigo

"O LASCAS"

Anónimo disse...

fico estarrecido quando constato a ignorância que grassa nesta paragens.... Armada, Marinha, Marinha de Guerra são sinónimos.... guerra é palavra não popular a evitar... por motivos óbvios... é como serviços secretos verso de informações... é como cães de guerra v/s cães de ordem publica...
ser CEMA, CEMM, AMN qual a diferença? palavras alteram-se por DL, e fica tudo na mesma..
custa alguma coisa? agora criou-se o COMAR que integra o ex-Comando Naval e o CGPM numa sala unica de situaçao, para tomada de decisao pelo elemento nº1 da organizacao.
o mesmo que determina e manda publicar as Instrucoes Operacionais deste OPC, constituido por militares e militarizados da Marinha....
Viva a MARINHA

Anónimo disse...

Megavles....
Não me parece que tenhas aberto o livro que recomendas....
convem ler antes.....
p.e.
O bom general ganha antes de lutar, ao fazer amizade com o inimigo, ao coloca-lo do nosso lado... ao fazer que o inimigo queira render-se com honra...
o bom general deixa o inimigo retirar-se , fugir, etc, não os cerca, para não terem que morrer a defender e a combater....

ora , não me parece que a leitura supra , qualquer destas ilações apareçam, pelo contrario, não vejo confucionismos por aqui, só derrotados antes de combate... se ja partem derrotados....
O combate não é um fim em si mesmo... é um meio a evitar a todo o custo...

Anónimo disse...

epá....
não venhas para aqui com lições de estratégia (arte dos generais)
o pessoal não gosta de militares, queremos ser funcionários públicos, 9-17horas, e ganhar o ordenado de PJ, de preferência só com um ano de curso.

E queremos emolumentos de Leixões para todos, alem de ordenado de PJ, 14 x por ano

Exigimos msn em todos os computadores, e fora da INTRANET da MARINHA prque não é suficientemente rápida para brincar aos vídeo jogos de policias e ladroes.

Pascal disse...

Lamento caros senhores, que neste espaço não falte quem só pense nos emolumentos. O que queremos para os profissionais da PM é menos dinheiro ao fim do mês mas mais dignidade.
Para começar, lutamos por um horário condigno como o das outras forças de segurança.
Condigno? Sim, porque o dia em que houver um incidente por falta de descanso dos agentes que trabalham 24 e 36 horas consecutivas, estou certo que não serão as chefias que irão assumir a responsabilidade. Mas o agente certamente será apelidado de incompetente, fraco ou apenas de falta de zelo.
E quem diz que os agentes se deitam à noite, esquece que nem sempre assim o é. Muitas são as vezes em que os agentes têm gratificados durante o periodo nocturno e cumprem-no com todo o profissionalismo, enquanto outros dormem tranquilamente no calor do seu lar sabendo que no final do mês, daquele gratificado irão usufrir de seis partes, quatro partes ou aquelas que lhe calharem em função do seu lugar no "pódio"! Quanto ao agente que realizou o serviço, apenas usufruirá de duas partes como compensação da noite perdida. Outras há em que o pessoal de serviço é solicitado pelo cidadão, pelo 112 ou pelo CODU para alguma actividade da sua competência policial, e colocando a fadiga "debaixo do braço" não hesitam em cumprir as suas funções com lealdade.
E quantas acções de fiscalização são efectuadas durante a noite, nomeadamente no âmbito da repressão da pesca ilegal? Os "senhores da guerra" gostam de ver nas estatísticas a quantidade de artes de pesca ou de pescado apreendido, de autos elaborados ou de embarcações fiscalizadas para constar que na PM se trabalha. Esquecem porém que muitas das vezes esses trabalhos são realizados por pessoal que supostamente está a descansar, trabalho esse que na realidade não lhes recheia os bolsos, mas que lhes alimenta o orgulho de mais uma vez ter cumprido a sua missão com sacrifício seu e das suas famílias.
Por outro lado, com um horário condigno por turnos rotativos à semelhança das outras forças de segurança, os agentes poderiam patrulhar o espaço de jurisdição em vez de alegadamente dormirem, quando na realidade estão a recuperar as forças dispendidas durante as 18 horas que antecedem desde a entrada ao serviço. Melhor qualidade de serviço prestado, melhor qualidade de trabalho para os agentes e mais dignidade policial.
Vale a pena pensar nisso!

Anónimo disse...

façam o que quiserem, mudem-nos para o MAI ou para a agricultura, deixem mas é os emolumentos....

não quero ordenado de PSP ou de GNR, no way.....

uns dias dorme-se mais , noutros menos, não me queixo....
umas troquinhas e tou em casa 6 dias, podia ser bem pior.....
não inventem e não estraguem (piorem) as coisas....
começam a falar muito e a mexer....

Anónimo disse...

Essa é a típica imagem dos dinossauros da PM, infelizmente ainda em existência ao contrário dos primórdios históricos. Velhos, barrigudos, habitualmente com uma apetência para utilização de barba ou bigode com as pontas enroladas ao jeito de novela queirosiana. Esse apetite voraz pelos emolumentos é que destroi a PM. E o que mais me espanta é que os cidadãos continuam a papar coisas dessa e a pagar taxas às Capitanias por serviços que não são prestados ou que, embora o sejam, estão legalmente desprovidos de fundamento ou razão de ser.
Depois apelidam-se de polícias... e quando chega a hora da verdade, não fazem o trabalho de polícia porque andaram a vida toda agarrados à tetinha!
Pelo menos que tenham a hombridade de deixar trabalhar quem luta diàriamente para dignificar a PM.

Anónimo disse...

" o que mais me espanta é que os cidadãos continuam a papar coisas dessa e a pagar taxas às Capitanias por serviços que não são prestados ou que, embora o sejam, estão legalmente desprovidos de fundamento ou razão de ser."

achas?
deves ser lirico....
pagam, sabem que nao devem e sao masoquistas?
deves andar a dormir....
estamos no sec XXI, as pessoas nao sao parvas..... refilam a cada tostao, e dizem porque???
o sistema é informatizado, é por capitulos, nao estas a quer insinuar que sao cobranças ilegais, pois nao?
está de acordo com o despacho/ DL (obviamente)....
cpm percentagens para a fazenda, emolumenta, etc etc....
ilegal? podes nao concordar.... podes nao gostar..... podes achar que...e que..... agora ilegal é o que contaria a lei, e se está na lei, se nao contraria o espirito da lei, logo é legal, e ponto final.... e no fim do mes faz a diferençazita......

PS
toda a gente diz que o dinheiro nao é importante.... por isso é que nao percebo pq nao querem destacar para onde nao se ganha puto..... será entao porque?
pois é! discurso bonito.... para ingles ver....

dignificar a policia é o que ?

é dizer mal da MARINHA?
isso já se pode dizer porque fica bem....
dizer mal dos oficiais de marinha e dos graduados da PM? isso tambem.... "de barba ou bigode com as pontas enroladas ao jeito de novela queirosiana", "dinossauros da PM".....
e vossa excelencia é? messias ?

deve ser......
profeta?
muito obrigado, não!
não, obrigado. Boa viagem!

Anónimo disse...

hehehehe
gostei muito da parte do profeta...
não gostas? se não tás cá pelo pilim, dá lugar aos outros, porque parece-me que falas de barriga cheia.
Deves estar em sines ou aveiro senão não falavas assim. mas com esse espírito és bemvindo em caminha ou vrsa

Anónimo disse...

agora sff deixem de usar barbas e bigode (queirosianos).
Nao sei se podeis fumar..... charros quiçá....
è obrigatorio dizer mal da marujada, dos chefes e da MARINHA, isso sim é dignificacao da classe policial.
MARINHA é crime, é sinonimo de dispenseiro, fiel e outros vigaristas, tudo corrupto, senhores das marés, boné branco...
Bom é a PSP com viaturas novas que estao paradas porque não há dinheiro para a revisao dos 25.000 Km, isso é bom, é exemplar.....
Se estives de baixa/ ferias e nao fizeres 100 horas perdes o subsidio de patrulha, se fizeres um curso p.e., ferias no mes de agosto idem.... isso chama-se dignificacao de classe policial....
na psp faz-se 15 dias de ferias maximo para nao se perder a esmola do subsidio, e ainda me têm o desplante de dizer que é bom.... sinceramente!
querem enganar quem? crescam e apareçam

Anónimo disse...

dignificar a PM deve começar por respeitar os outros.
Quem anda por aqui com comentario xenofobos ( o preto disse ao piquete de lx......) etc etc, nao merece ser OPC, pois começa logo por violar a constituiçao deste pais.... e depois há quem diga que ainda nao chegou o 25A há PM! tem toda a razao! infelizmente tenho de concordar.... falta de nivel grosseiro..... prepotencia so prejudica a PM e/ou qualquer organizacao decente está bom de ver...

Darth Vader

Anónimo disse...

os Almirantes estao em LOT na DGAM e em ACU no CGPM.
Nao percebo tanta ignorancia. em ACU (acumulacao ) nao se conta adido ao quadro , so na situacao de lotacao (lot), ipso facto, a PM (claro) que nao promove ninguem que está no quadro. alias adido é dizer fora da MARINHA. no EMGFA esta-se adido, paga o estado-maior das FA´s, idem MDN, NATO, etc etc . Se no boletim de vencimentos vem MARINHA , nao se pode estar adido, quem paga o vencimento é a casa, nao vejo nada de fora dos quadros especiais aprovados pelo MDN

Anónimo disse...

a função publica tem quadros especiais ou genericamente quadros, que são matrizes por categoria, especialidade e respectivos quantitativos,para cada ano. No caso da PM o quadro está a ser alimentado ano apos anos. O quadro representa uma despesa , que é o somatório de todos os vencimentos X posto X quantitativo. Aumentar quadro significa aumentar despesa com pessoal....
O quadro pode ser excedido pontualmente, ex.... o curso da PM coloca 70 agentes, e em principio completa o quadro em 12Set08.... até ao fim do novo curso (algures 2009) vão haver varias saídas ( e zero entradas), aposentação, pré-aposentação, limite de idade, morte( salvo seja) etc etc.... se no dia 16set08 passarem 2 Ag por limite de idade à aposentação, e até dec08 fossem previsíveis por exemplo 10 saidas, o curso poderia ter p.e. nao 70 mas por exemplo 85 alunos de modo a ter um efectivo médio guarnecido....

se o quadro é X, a verba é garantida...
porque nao gasta-la com pessoal que faz falta nos comandos?

Anónimo disse...

idem para os almirantes....