terça-feira, 9 de setembro de 2008

Forças de Segurança

Reforma favorece mal-estar


A subida da criminalidade organizada no País é um libelo acusatório da política de segurança deste Governo, alertou, no passado dia 27, em conferência de imprensa, José Neto, membro da Comissão Política do PCP, que atribui este fenómeno também á degradação da situação social e económica, aos cortes orçamentais, á falta de coordenação e precariedade das condições de serviço dos profissionais das policias.

Aliás, a reforma das Forças de Segurança, aprovada pelo PS, tem favorecido a instalação de um clima de mal-estar nas polícias e levado á desarticulação do dispositivo policial e ao afastamento das polícias das comunidades e das populações, privilegiando orientações e doutrinas securitárias.

Ora, os problemas da criminalidade e da segurança, diz o PCP, não se resolvem exclusivamente com medidas de natureza policial, exigem políticas de desenvolvimento integrado de justiça social e de melhoria da qualidade de vida em todos os planos.

Quanto ao ascenso da nova criminalidade organizada, não é um fenómeno inelutável, com que temos de conviver, garante o PCP, repudiando todas as teses direitistas, nomeadamente as que pretendem associar a criminalidade á democracia e á liberdade, pois, para o PCP, quem visa jugular a democracia e as liberdades não pode garantir a segurança dos cidadãos.

O PCP admite que a evolução dos fenómenos criminais e a crescente sofisticação dos meios e métodos utilizados exigem melhores preparando e operacionalizando dos meios e respostas para reprimir o crime violento e os criminosos. Mas estas devem assentar em opões políticas de serviço público, numa polícia preventiva próxima e com uma actuação proporcionada, que respeite os direitos, liberdades e garantias dos cidadãos. Mais, exigem investimentos em todas as vertentes e medidas para uma efectiva coordenação, desmilitarização e democratização das forças e serviços de segurança.

Não é este, porém, o caminho para que apontam as leis agora promulgadas pelo Presidente da República, particularmente a Lei de Segurança Interna é portadora de preocupantes concepções autoritárias, diz o PCP, para quem a segurança e tranquilidade das populações e do País exigem uma profunda alteração das orientações fundamentais da política de segurança interna e da actuação das forças policiais.

In “Jornal do Avante” 04.Setembro.2008

Nada nos espanta as afirmações deste colunista, pois que, já em tempos, também nós, tivemos oportunidade de manifestarmos nas mais altas instâncias deste país essa opinião.

Esta reestruturação das FSS apenas serviu para redistribuir as jurisdições da GNR e PSP, pois que quanto ao resto, continuamos a aguardar pacientemente por melhor.

Depois de lermos atentamente as leis 52/2008 e 53/2008, percebemos perfeitamente o peso que tem algumas das afirmações do colunista, e adiantamos, também nós, estamos a preparar documentação que leve os nossos políticos e quiçá os tribunais, a redefinir as competências de determinadas entidades alheias ao serviço de polícia e em particular sem o estatuto de OPC que a lei confere à PM.

36 comentários:

Pascal disse...

Uma vez mais voltamos ao velho tema da reestruturação das forças e serviços de segurança. Por quanto tempo este governo autista vai resistir a ver o inevitável enquadramento das policias num só ministério? Podem procurar as dilações mais imaginativas mas, à semelhança da estruturação dos países mais evoluídos e menos conservadores, a total interacção das fss só é possível desta forma.

Anónimo disse...

" inevitável enquadramento das policias num só ministério? "

o governo é autista e Vexa convencido, com toda a certeza!

A PATRIA HONRAE QUE A PATRIA VOS CONTEMPLA

Anónimo disse...

linda afirmação..."quiçá os tribunais, a redefinir as competências de determinadas entidades alheias ao serviço de polícia e em particular sem o estatuto de OPC que a lei confere à PM."
Agora os tribunais também redefinem competências? essa é nova, sim senhor...

santa ignorância....

assim não vamos longe não... se não dá para mais...
e a fazer o frete de propaganda barata dos comunas, coisa sem qualquer credibilidade e senso....
isto é uma associação sócio profissional, de carácter deontológico e profissional, não é partido ou sindicato convém não esquecer a lei, já agora...

sempre a falar da lei , das competências e desconhecem a lei? lindo....

de facto temos de reestruturar os cursitos da EAM, pq dá para ver que nao aprendem o suficiente.... isto é a primeira lição de qq curso de direito para leigos...

Anónimo disse...

Seria uma boa ideia alterar o CP e o CPP, são estes os códigos que mexem com a criminalidade nacional...
Portugal é,e sempre será, uma grande quinta, não será uma tarefa facil, a qualquer governo, acabar com as quintarolas.

Megavles

Anónimo disse...

alterar CP e CPP? mas se foram ainda agora publicados....

andamos a brincar ás leis.....

Anónimo disse...

Meu caro anónimo!
É do conhecimento geral que as recentes alterações, ao CP e CPP, foram mais um tiro no pé do actual governo.
O menino anónimo ainda é muito tenrrinho... cheira-me a estagiário!

Megavles

Anónimo disse...

Estagiário ... mas de Marinha.....
mas para que servem???
ainda não tem estágio de polícia ....

Anónimo disse...

pensava que a Policia Marítima pertencia à MARINHA... se calhar estou errado?
o que é que diz a lei?

A PÁTRIA HONRAE QUE A PÁTRIA VOS CONTEMPLA

Anónimo disse...

Se o meu avô não estivesse morto, ainda hoje era vivo. Os profissionais da P.M., Honram a Pátria e a sua profissão, e não querem que os comtemplem.
"Mar Nostrum per juren"

Wolf disse...

Como frequentador deste BLOGUE,vou deixar aqui um apelo e uma exigência: Todas as mensagens e palavras que não tenham nada a ver com a nossa condição profissional, não as comentem. È gastar energias, e dar importância a coisas sem nexo e desenquadradas dos objectivos. Depois o que resta a estes individuos, sejam eles quais forem, é limitarem-se a tirar cópias das mensagens do Blogue, e mostrá-las ao Sr. comandante da capitania. Como profissional do activo, e associado da ASPPM, peço que me digam para quando é que o nosso site vai ficar Operacional.Assim, já podia existir um forúm de discussão só dos profissionais. Que tal?
Os nossos temas de discussão são mais profundos.Ora como nestes forúns é só para pessoal devidamente identificado e registado, vão aparecer de certeza assuntos e matérias muito interessantes, que entregues a quem de direito, vão amaxucar os utilizadores e apoiantes dos "vivas."
Fico a aguardar

CHICÃO disse...

Meus amigos enquanto tivermos entre nós, estes bastardos vendidos, que só servem para bajular os " MArinheiros Chefes"- vulgo Cmdt. onde se auto-promovem através do que sabem fazer melhor (BUFOS e MAUS CAMARADAS)e que, por aqui andam (anónimos=falta de coragem)só para lançar polémica e divisão no seio de quem gosta realmente de vestir a camisola, não vamos passar da cepa torta. É nossa missão identificá-los, e tratá-los como merecem "desprezo", sim porque em todos os Comandos existe esta RAça, tenhamos coragem para reduzir esta insignificante minoria a zero.

Anónimo disse...

Pois é isso mesmo... não vale apena dar importancia a coisas insignificandes.
Existem opinioes bem mais interessantes e pertinentes!
Tenho dito!
Megavles

Pintas disse...

Caros companheiros e profissionais da PM. Não sejamos tão radicais. Um espaço de debate deve dispor de contraditório e embora este não seja o local indicado para o efeito, neste momento é o único existente, onde podem ser debatidas opiniões livremente, quer concordemos ou não com elas e devemos respeitá-lo como tal. Se não houverem opiniões divergentes, o tema perde o interesse. Por outro lado, desde que haja de parte a parte, respeito pela opiniões e desabafos dos utilizadores do blog, porque não havemos de acolher a todos os que queiram presentear este espaço com um comentário?

Anónimo disse...

eu nao tenho emdo do contraditorio, e discordo do amordaçar e ainda mais do insulto oco de conteudo...
os insultos ficam para quem os pratica!
opinioes divergentes? força! algum problema? só os fracos de espirito que nao possuem auto-estima suficiente ou argumentacao convicente e se sentem ameaçados e incomodados com opinioes diversas.
Nao se pode ter um debate civilizado, interessante, construtivo? parece que nem todos gostam disso, só conversa monocordica e monocromatica.

Anónimo disse...

isto de chamar bufos a quem nao entra pelo mesmo diapasão mostra a fraqueza de espirito mesmo....
nem nao saiba aceitar criticas escusa de vir aqui.
aqui aqui a opiniao é livre e descomprometida, estamos num pais livre, e os policias devem ser os primeiros a mostrar que sabem ouvir....
Nem nao sabe ouvir ou nao quer pode ir para a tropa, para militar, que lá nao estão para perceber , estão para cumprir, aqui ainda não.....

Anónimo disse...

o respeito é muito bonito!
saibam respeitar para ser respeitados, nao entrem no insulto barato, na pseudo-bufaria, etc etc....
tenham elevação ( se souberem)

Anónimo disse...

já basta de mordaças.....
digam de sua verdade, eu não me queixo

Anónimo disse...

por mim podem falar à vontade, também, não tenho problemas nenhuns com isso

Anónimo disse...

afinal é mesmo bom estar na MARINHA

Anónimo disse...

Camarada chicão parece que os camaleões sairam todos da toca, eheheh!!! Doí não Doí... estes gajos são uns vendidos lol

Anónimo disse...

vejo que ser estagiario é mau! trabalhamos mais que os cotas, nao vimos o papel, e chamam abutres aos comandantes porque são da marinha.....
agora vamos a ver como gimbra isto, ainda só vi conversa fiada e má lingua...
agora começamos a serio e vou ver como é isto a serio e de olhos bem abertos, é facil arranjar culpados e vinganças, solucoes vi pouco, só protagonismo sindical barato

FOX disse...

Escreves mal! Demoraste 19 minutos a redigir três mensagens, para dar a entender que seriam três supostas opiniões de outros tantos individuos.Valeu a tentativa. Esqueceste-te da tal "palavrinha" que já passou a ser imagem de marca. Começas a acreditar que és o único que estás bem, exactamente como os mentirosos compulsivos. És um triste.

Anónimo disse...

Boa fox.... Só deviam ser admitidas opiniões sobre os temas.
Aonde é que anda o moderador, para lhe cortar o pio.
Secalhar é melhor não, senão o homem não tem nada para entregar e relatar ao dono.
MODERADOR AQUI E JÁ.

Anónimo disse...

isto assim não vai a lado nenhum...
só insultos e sem respeito por nenhuma opinião.
parabéns...

Anónimo disse...

isto é uma tristeza...

Anónimo disse...

baixo nivel...

Anónimo disse...

é "cortar o pio", e chamar pelo moderador, " MArinheiros Chefes", "(BUFOS e MAUS CAMARADAS)", etc etc...
o discurso pela negativa nunca leva a nada!
é como o chicote, tem efeitos imediatos mas nada dura duradoros.
O estimulo positivo, a cenoura , tem efeitos prolongados... podeis escolher

Paulo disse...

http://www.jornalincentivo.com/noticia_ver.php?id_noticias=142&tema_not=5&autor_not=3&dossie_not=1

Tem de ver esta noticia, tem importancia vital,

.....

Anónimo disse...

porreiro pá!

Anónimo disse...

Para aquele camarada palrador que mais parece pertencer ao almirantado de um qualquer país da América latina, cheio de dragonas nos ombros, douradas por sinal, e que se vangloria de viver numa democracia sustentada pelo terror das perseguições politicas, recordo, "Lista Única", sim, mas não vão largos anos que apresentaram-se a eleições três listas de profissionais.
A vencedora reuniu mais de 70% dos votos expressos, ou seja, teve mais votos que as restantes reunidas aos votos em branco e às abstenções.
Mas para que não esqueçamos, uma delas não se apresentou de forma séria, já que (ao que se falou na altura), era patrocinada pelo tal almirantado caduco presa nas amarras intemporais da memória.
Por isso, como o poeta cantor, venham mais três, em 2010, mais eleições haverão.
DILLINGER

Anónimo disse...

seja 1, 2, 3 ou mais listas o resultado final vai ser ZERO, porque não há interesse politico em alterar o que quer que seja, e muito menos papel (€€€€) para aumentos de vagas/ efectivos na PM.
a função publica está em retracção,e a PM apanha pela tabela, OBVIAMENTE....

Wolf disse...

...acrescentando ao ultimo comentário,para além do interesse político, falta a coragem!

Anónimo disse...

coragem?
puto coragem, total desinteresse pelo assunto.
mexer para que?

mais despesa?
mais chatice? nem pensar, o melhor é deixar como está!
veija-se a regulamentacao nova dos emolumentos.... já passou o prazo para regulamentacao, os politicos estao completamente se borrifando nisto!
vai ficando..... remendos aqui ou ali...

Paulo Marques disse...

História da PM

http://www.pgdlisboa.pt/pgdl/leis/lei_mostra_articulado.php?ficha=1&artigo_id=&nid=659&pagina=1&tabela=leis&nversao

Paulo Marques disse...

História da PM

http://www.pgdlisboa.pt/pgdl/leis/lei_mostra_articulado.php?ficha=1&artigo_id=&nid=659&pagina=1&tabela=leis&nversao=

Lucas disse...

Um caso a pensar nas forças de segurança...

http://dn.sapo.pt/2008/11/12/sociedade/por_razao_suicidam_policias.html