segunda-feira, 23 de junho de 2008

FALTA-NOS "MÃO DE OBRA"

Alteração à ordem pública, e agressões aos agentes da PSP que ocorreram à praia de Santo Amaro de Oeiras no passado dia 21 Junho, mereceram a atenção de diversos órgãos de comunicação social.

Os factos ali ocorridos, mereceram as mais variadas opiniões de diversos sectores da nossa sociedade, entre eles a própria ASPPM, que manifestou a carência de pessoal com que se debate a Polícia Marítima, bem como, a falta de coordenação entre as Forças de Segurança.

Das muitas questões colocadas e respondidas pela ASPPM aos diversos órgãos de comunicação social, extraímos a entrevista dada à SIC Notícias e aqui reproduzida.

Ao longo dos últimos dez anos, as actividades ligadas ao espaço ribeirinho cresceram em mais de 300%, e com elas uma população de consumidores nacionais e estrangeiros. Por outro lado, muitas autarquias em acompanhamento deste desenvolvimento, criaram infra-estruturas e acessos que as permeabilizaram.

Se bem que só isso, fosse por si suficiente para equacionar o aumento do Quadro da Polícia Marítima, tal não aconteceu, e em abono da verdade, não por culpa do Comando Geral, mas sim por falta de decisão política.

Existe outro factor de ponderação a que dedicamos especial atenção; o ratio carga horária/homem/semana, já que esta associação não concebe que os profissionais da PM, estejam sujeitos a um horário desumano, que afecte o equilíbrio físico e psicológico para o desempenho da sua missão.

Daí entendemos que, partindo da carga horária que a Lei estabelece, - 36 horas semanais -, e de quantos homens são necessários para preencher o serviço num período de 24 horas, recorremos à seguinte fórmula:

NH=D.Sm/Ms

Sendo que,

NH= X (Nº de homens necessários)

D=24 (horas do dia que um determinado serviço tem de ser assegurado)

Sm=7 (dias da semana)

Ms=36 (média de horas semanais de cada homem)

Com base nos cálculos por nós realizados, apurámos que teríamos que dispor de 2352 efectivos.

Resta acrescentar que estes números foram encontrados tendo por base a dimensão da nossa área, mas não menos importante, o binómio de homens necessários aos serviços para levarem a cabo a sua missão.


30 comentários:

Anónimo disse...

Não há duvidas que somos poucos, mas eu discordo quando é dito que é uma decisão apenas politica. Em muitos comandos, são os proprios comandantes locais que não querem mais homens, a formula é a seguinte: 1 bolo com vinte fatias a dividir por 10, dá 2 fatias para cada 1, o mesmno bolo a dividir por 20, só dá uma fatia a cada 1. E todos sabemos o que isto siginifica. Em Cascais há 3 anos foi reduzido o numero de efectivos por este motivo, o comando entendeu ser possivel fazer o mesmo serviço com menos 6 homens. Há muito a fazer para colocar esta casa a andar, nomeadamente mudar mentalidades, criar um corpo de oficiais com espirito e vocação policial e sem duvida aumentar o quadro de efectivos.


VIVA A POLÍCIA MARÍTIMA

Anónimo disse...

concordo em tudo e particularmente com o bolo, pois que dos oito homens que estiveram de serviço nesse dia em lisboa e mais uns quantos alunos, toda a gente esteve envolvida em serviços requisitados, o unico que escapou foi o chefe de piquete, claro esta, o serviço de policia nao tem interesse pra marujada e pros seus lacaios, pois que alem de nada lhes dizer, ainda deixa menos pra mamar, ainda ouve tempo pra o preto dizer ao piquete que toda a comunicação social fosse encaminhada pro oficial de segurança a navegaçao, ora eu gostava de saber o que e que este gajo percebe de policia, como diz a minha filha fonix, estalo nela porque sei o que queria dizer, assim eles merecem e nos tambem porque o carolo do milho e bom comido com mel, inte, vosso amigo Ze Carambolas

LUCAS CAMACHO disse...

Em primeiro lugar deixo os cumprimentos aos criadores do blog, dado ser um espaço que faz falta principalmente por quem se interessa pela PM e quase não encontra informação disponivel na internet, que é o meu caso.
É minha vontade ingressar na PM, desde sempre tive interesse pela activade ligada ao mar e por forças de segurança, mas confesso que não me revia noutra força que não a PM, pelo gosto e pelo brio, vejo contudo que afinal muitos dos direitos destes profissionais são simplesmente ignorados e não respeitados, da muita legislação que tenho sobre PM e das muitas horas de conversas com esses Polícias, estou a ficar cada vez mais desapontado vendo que a realidade não é nem de perto com a que está no papel e que por caprichos de certos "senhores" da marinha a vossa condição seja cada vez mais relegada e ignorada.
Gostaria de ler os vossos comentários se possível sobre o que posso realmente encontrar ingressando na PM?

Um bem haja a todos vós!!!

Lucas Camacho

Jorge Humberto Veloso Lopes disse...

Camarada
Lucas Camacho
Em primeiro lugar, em meu nome e de todos os que abraçamos a direcção da ASPPM - Obrigado pelo comentário
De facto a Policia Marítima e os seus profissionais, ainda buscam por um lugar ao Sol, no entanto, como o nosso quadro, somos feitos de pequenas vitórias.
Bem Hajas
Jorge Veloso

Anónimo disse...

Talvez nos falte sempre mão de obra para aquilo que não temos competencias...
O problema é querer-mos fazer tudo com tão pouco efectivo, ele é black swat, red swat, hello swat, brigadas de fuga rápida, brigas de investigação de moradas, serviço das secretas I2, brigadas de recolha de caca, tecnicos de recolha de provas de peixes lofoscopicas, é mergulhadores florentinos... e eu sei lá mais o quê!!!!
Esta casa está cheia de experts de tantas materias que deixam de fazer aquilo que lhes compete!
Já disse e torno a dizer!
A PM é uma polícia especializada em materia especifica!
Ordem publica, foi o caso que ocorreu na praia de Santo Amaro, a PSP tambem faz parte do SAM e tem competencia especifica na manutenção da ordem publica, ou será que a praia não é uma zona publica????
Pessoal vamos lá acordar!
Esta é a minha opinião e a minha maneira de encarar a PM.
Desculpem qualquer coisinha...

Megavles

Anónimo disse...

Já me esquecia...
É obvio que a PM precisa de mais efectivos!
Mas para fazer o serviço que nos compete:
-Vigiar e fiscalizar navios e embarcações nacionais, comunitarias e de paises terceiros.
-Efectuar a visita a navios e embarcações nos termos legais.
-Executar os actos necessários efectuar com vista à concessão do despacho de largada de navios e embarcações.
-Realizar os actos de inquerito a sinistros marítimos.
-Fiscalizar e garantir a legalidade das actividades relacionadas com a pesca profissional, desportiva ou de lazer e piscicultura.
-Fazer cumprir os normativos em vigor em materia de assistencia aos banhistas nas praias.
-Verificar as condições de acesso a bordo de navios e embarcações.
-Fiscalizar a nautica de recreio.
-Controlo de entrada e saida de pessoas e bens nos navios.
-Colaborar com as demais entidades policiais para garantir a segurança e defesa dos cidadãos.
-Efectuar as investigações conducentes à avaliação das ocorrencias em caso de naufragios.
-Elaboração processual.
-Fiscalizar o DPM
-Fiscalizar a costa nacional.
-E etc e tal...
Vamos fazer o que vem na lei para a PM!
Não vamos inventar!

Megavles

Anónimo disse...

eu pensava que a PM fazia o que vem na lei....
então andamos a fazer o quê?
fora-da-lei? ainda vamos presos...

maçarico

Maçarro disse...

Fiscalizar, fiascalizar, fiscalizar???
Acho que tás no sítio errado. Devias ter ido para fiscal.

Anónimo disse...

é pá! estamos aqui é para ganhar o graveto, meu.....
fazemos gratificados nas horas de serviço, ganhamos umas massas bem boas, muito mais que os colegas da PSP e GNR ao fim do mês.
NO MAI gratificados é sempre fora das horas de serviço...
e horas é horas.... não contam refeições, nem quando estás a dormir, não é como aqui.... fazes 24 horas e tas durante 12 na caminha na maior, como nos jogos olímpicos....
fazes um dia e descansas dois, fazes umas trocas e ate podes ter um part-time de segurança... tas uns dias fora do comando na maior.... isto é que é vida.....

nao estraguem mas é a coisa...

Anónimo disse...

pois, mas para que ganhes as massas, alguém tem de trabalhar por ti, claro... enquanto estás na caminha e fazes 12 horas na maior.
Antes receber metade do ordenado do que sustentar abutres.

Anónimo disse...

lixem o esquema, lixem....
e depois choram.....

eu nao vi nada mudar para melhor, é sempre para pior, cuidado.....

Anónimo disse...

é só pessoal a mandar bocas e bitaites...

dá para perceber aquilo que dizia César, "não governam nem se deixam governar"

Anónimo disse...

o sr Lucas Camacho é um projecto de Policia da Marinha e já manda bocas.... coisa linda.....


O Sr Megavles quer ser fiscal do Município.....

outros querem ser policias tipo PSP (sim porque GNR é ser-se militar e quem é militarizado e anti-senhores das Marés, abutres, etc etc..nao deve quer ser militar GNR, acho Eu...)

se calhar o melhor mesmo é ficar tudo na mesma....

Anónimo disse...

Ena...ena...este tema está a perder qualidade mas a subir de interesse. Acusar e chamar "projectos" aos outros nesse tom de escrita. Sim porque a pontuação está lá!!! Não é de estranhar porque vêm no seguimento de outras tentativas de expor "ideias, as quais me parecem baralhadas e pouco convictas. E você meu caro que aponta os outros, está realmente ciente do que é a sua profissão? Ou será que em tempos idos foi "estufa" - Voluntário da Marinha de Guerra - ?Veio para a casa que você tanto apregoa e defende, para matar a fome, e como lhe disseram quantos anos tinha de andar para chegar a Sargento, resolveu muito conscientemente que o seu futuro passava por ser Polícia. Digamos que sempre dá um certo Status, dizer e apregoar essa condição lá na "térrinha". O seu projecto concretizou-se, ou passou por prestar vassalagem aos seus "donos"? Não, longe de mim estar a chamar-lhe "dobra a espinha".
Contráriamente ao tal "projecto" que teve a coragem de assinar a opinião, eu vou seguir a sua linha de coragem e vou-me ficar pelo anónimato.Porque será??
Acalme-se meu caro que para mim o assunto está encerrado.

Anónimo disse...

quando não existem argumentos começa o insulto:
"pra o preto dizer ao piquete"
"dobra a espinha", etc etc
Não sou obrigado a concordar com disparates, que podem prejudicar a PM aonde eu estou integrado.
nao fico minimammente preocupado com opinioes disparatadas e ignorantes como algumas que li aqui , que apenas dizem respeito aos autores

Anónimo disse...

Exactamente insultos! Chamar "projectos" aos outros não é por certo um bom começo.Você tem lido atentamente o Blogue desde o ínicio, ou vem só aqui para tentar desvalorizar o que é por demais evidente? Claro que você não tem que "...concordar com disparates, que podem prejudicar a PM aonde eu estou integrado." Está integrado, ou anda camuflado?

Anónimo disse...

"quando não existem argumentos começa o insulto:" Olha...olha diz ele insultos e "opiniões disparatadas".Quando um profissional desta casa é obrigado a trabalhar com horários desumanos, e vê o dinheiro para o qual trabalhou, ser dividido por tudo o que é gente numa Capitania, que passam as noites todas na cama. Quando um agente está no seu período de folga, e por qualquer razão não atende o seu telemóvel pessoal, e lhe levantam um processo disciplinar.Quando obrigam um profissional a estar num piquete da P.M. a atender ao público, fardado e de chinelos porque devido a ferimentos em serviço não se pode calçar.Quando um Comando da Polícia altera o que está na lei, e determina que se cumpra a sua vontade.Quando às viaturas da P.M., são retirados os cráchas ou tudo o que identifique como veiculos de Polícia, para as mesmas ficarem ao serviço do Comandante, da Capitania, do Patrão-mor e dos militares, ficando os Comandos Locais desguarnecidos e os P.M. impossibilitados de se deslocarem em serviço.Quando nos é recusado os pagamentos do subsidio de alimentação e de fardamento conforme está na lei.Quando a Marinha de Guerra Portuguesa, desloca dezenas de militares para as àreas de actuação das Polícias, tentando desesperadamente manter a fachada, e delapidando as contas públicas com ajudas de custos díárias, e centenas de litros de combustivel. Quando um capitão do Porto, determina que se desloque uma viatura do estado centenas de Km, para ir buscar um agente da P.M. que está de baixa médica, mas o Sr. Comandante exige que ele esteja ao serviço, sobrepondo-se às determinações médicas. Isto não são opiniões, são factos!!!!! Por tudo isto, agradeço que não me insulte.

Anónimo disse...

E ainda ficou muito por dizer... Pois essas notas são a enésima parte do que se passa no seio da AMN... O desperdício de recursos é por demais evidente para satisfazer apenas os caprichos de alguns.
Chegam ao cúmulo de financiar uniformes idênticos ao fardamento operacional da PM que é pago na íntegra pelos agentes, sem que este esteja regulamentado, para ser distribuido pelo serviço de combate à poluição e pelas Capitanias...

Anónimo disse...

Boas,
nos comentarios supra ( a serem veridicos, pois nao os conheço) configuram crime / infraccao disciplinar para o/os autores.
chamei projecto a quem quer ser PM, pensa ser PM e ainda nao é... projecto- plano para a realizacao de um acto, designio, tenção, esboço, cometimento, empresa...etc etc dicionario de lingua portuguesa porto editora, 4ª edição..
quem não é PM, pensa ser, é o que? insultei quem? quiçá desconhece a lingua galaico-portuguesa vulgo portuguesa com que deveria redigir com rigor autos de noticia e outros documentos como agente de autoridade. enfim, nao me quero dispersar sobre " lana caprina".
... em relacao aos seus lamentos, integrado ou camuflado? obrigado nao sou fuzileiro, esse uniforme nao faz parte do plano de uniformes da PM (que eu saiba, posso estar enganado, p.f. corrija-me nesse caso) lol
Sobre a divisao de emolumentos, está regulada por lei, os montantes são por postos e funcoes, conheco casos de capitanias sem policiamentos (pequenas) em que 100% dos emolumentos é referente à capitania, vistorias, requerimentos, etc, e tambem nos recebemos , e claro as senhoras da limpeza, etc etc....por isso , enfim.... nem tudo é lisboa e os paquetes, mas ao fim do mes...jackpot! noutras capitanias/ CL é o contrio, recebe-se para o tabaco da semana (p.e. CGPM).... altere-se a lei, concorde-se ou nao está na lei, pode ser injusto ou nao, mmas nao é ilegal, pois está assim conforme o superiormente estabelecido.
estar de folga e nao atender o telefone? nao existe o dever de disponibilidade, a isenção se horario? a inexistencia e horas extraordinarias, e por isso +14,5% no vencimento base? entao pq + 14,5 % de vencimento? a resposta é exactamente essa, disponibilidade, disponibilidade, disponibilidade. Nao gosta? nao concorda? pode discordar à vontade, ninguem o obrigou a ingressar na Marinha-autoridade maritima nacional-policia maritima.
se está lesionado (gravida, etc) existem serviços moderados. ter o braço esquerdo partido impede fazer piquete, mas quiçá nao o impede de fazer atendimento ou justiça, ou algo no comando , ou não? um penso rapido no piercing e já nao pode fazer escala? deve estar a brincar com toda a certeza...tem uma unha encravada e nao pode estar ao balcão? ferimentos em serviço? nao me diga que foi a jogar à bola... (por acaso desporto é considerado serrviço, nao sei se sabia...)
Um comando altera o que está na lei? entao porque voce nao reclama? altera a lei? desde quando as leis sao alteradas que nao por orgaõs competentes (legislativos). Essa tem de explicar, nao vale chutar para o ar a ver aonde cai, nunca vi tal disparate, mas gostava de ver, era o primeiro a contestar (obviamente)

Maçarico

Anónimo disse...

continuando....
"às viaturas da P.M., são retirados os cráchas ou tudo o que identifique como veiculos de Polícia, para as mesmas ficarem ao serviço do Comandante, da Capitania, do Patrão-mor e dos militares, ficando os Comandos Locais desguarnecidos e os P.M. impossibilitados de se deslocarem em serviço.".... desconheco! nunca vi tal coisa. conheco um despacho do Exmo ALM CEMA/AMN que determina a caracterizacao de todas as viaturas, PM, IH, FZ, ISN etc etc... daPM so conheco Pick-UP´s e ligeiras. Os ctes nao têm caracterizacao por protocolo (dual hatted- duas funcoes CP e CL). nao estao sem cracha, pq nunca o tiveram, idem Patroes mor e capitania. estas ultimas devem ter o duplo ferro do almirantado e por baixo (sempre) MARINHA tais como as da PM. Como existem elementos ressabiados como VEXA , que arrancavam estas palavras, futuramente as carecterizacoes sao num unico poster..... voce por acaso nao foi TFD e chateou-se de tirar bicas aos sargentos pois não? apanhou umas faxinas , quiçá? rancheiro? é chato, para quem foi filho unico e mimado, mas olhe q na MARINHA, nao há filhos e enteados, tem bom remedio, trabalhe... e chore menos...

Maçarico

Anónimo disse...

e por ultimo....
"Quando um capitão do Porto, determina que se desloque uma viatura do estado centenas de Km, para ir buscar um agente da P.M. que está de baixa médica, mas o Sr. Comandante exige que ele esteja ao serviço"... pois conheco um chefe que para se baldar ao serviço o mandaram de VRSA para o HM para passar o ano internado.... se estava doente, fica melhor no HM que em casa a beber champanhe, e foi muito bem feito sim senhor.... a baldas tem de se fazer justiça a quem trabalha....


"Chegam ao cúmulo de financiar uniformes idênticos ao fardamento operacional da PM que é pago na íntegra pelos agentes, sem que este esteja regulamentado, para ser distribuido pelo serviço de combate à poluição e pelas Capitanias..."
bem essas nossos colegas nao possuem subsidio de fardamento, nao sei se sabia.....quem havia de pagar? se nao estao (ainda) no plano de uniformes, como tb nao esta na PM o fato de exercicio de red swat, ou está? quiçé estou enganado? alguem pagou o fato red swat? os impermeaveis PM? os fatos forro polar PM? eu nao paguei, se voce pagou anda a ser enganado e nisso ( e já reparei) em muito mais...

Viva a PM

Anónimo disse...

Lamento informar mas a PM não existe só em Lisboa... como enuncia o dito popular "longe da vista, longe do coração". Digne-se caso realmente o pretenda, a procurar o descrito anteriormente nos CLPM mais afastados de LX e verá aquilo que desconhece existir, tais como viaturas PM a ser conduzidas por elementos das Capitanias, Viaturas PM com luzes de emergências e sem caracterização conforme a referida determinação, embarcações PM sem caracterização, uso abusivo de viaturas PM para utilização particular, mais propriamente transporte casa-trabalho, compras do mês, e não serão necessáriamente agentes a fazê-lo, e nalguns casos podemos falar de algumas dezenas de KM de distância à conta da Marinha.
Quanto ao facto de constituirem uma forma de crime, colocado desta forma não há muitas dúvidas, no entanto facilmente se conseguem camuflar estas práticas que têm como exemplo as maiores patentes militares. Camuflar, sim e se não foi fuzileiro, nunca saberá qual o orgulho de o ser para todo o sempre. Talvez como TFD ou M o saiba, mas nunca como FZ. Quanto aos uniformes distribuidos, dár-lhes-ia um destino que não vou aqui enunciar, pois que de confusões já basta. Mas tudo o que tenha como objectivo confundir o cidadão que não saberá distinguir um agente da Pm de um Militar ou militarizado, para os quais as funções atribuidas são tão distintas, não é bem vinda... É a minha opinião e não é imutável nem pretendo que mude a de ninguém.
O facto da PM andar a brincar às tropas de elite e à manutenção de ordem pública seria interessante se fosse levado a sério, mas pelo que prevejo, o futuro não será próspero. Talvez me engane e espero sinceramente que sim.
Aproveito para o felicitar pela aquisição da 4ª edição do dicionário de Língua Portuguesa a Porto Editora, pois é uma belíssima obra, embora este não seja local próprio para actos publicitários.
Um bem haja para V. Exa e todos os comentadores do Blog.

Anónimo disse...

"tais como viaturas PM a ser conduzidas por elementos das Capitanias..." engraçado.... então como se vai buscar gasolina? levar roupa à lavandaria? carregar extintores das embarcações, fazer as revisões (mecânica) etc etc? é o homem de piquete? de uniforme operacional, com 10 kg de armamento leva os lençóis à lavandaria? lolada das grandes, conduz a viatura para fazer logística ? deve ser anedota com toda a certeza.. as viaturas são da policia marítima? já olhou com atenção para o respectivo livrete da.... DT direcção de transporte- MARINHA. Matricula AP-99-99 ,AP ou PM? e a viatura é PM porque tem um crachá da PM? disparate total.... que eu saiba existe uma autorização para conduzir viaturas militares (AP). Essa autorização para conduzir viaturas policiais vai pedi-la a quem ? ao MAI? não me façam rir... Uma delegação marítima com 3 elementos, 1 isn, 1 militar, 1 PM, precisaria de 3 viaturas, para nao conspurcar o volante? haja decência de juízo, isto é aberrante. Uma embarcação caracterizada com PM so pode ser conduzida por PM? então os Trocos-de-mar sao para? quando interessa um agente da PM conduz viaturas descaracterizadas (operações), outras militares para serviço ( e acho muito bem) mas o contrario não pode ser.... porque? porque sim! conversa de putos desculpa lá a expressão....


agora "...uso abusivo de viaturas PM para utilização particular, mais propriamente transporte casa-trabalho". deves estar a referir-te a graduados da pm.... pois bem trabalho -casa e casa -trabalho é considerado serviço e qualquer acidente é igualmente assim considerado, podes confirmar, que é 100% verdade, assim sendo não vejo o teu problema. se os chefes estao 100% de seviço, nao estao serviço, retem folga, se saem tarde e regresam cedo, todos os dias, se uma viatura é-lhes distribuída qual é o teu problema? ciumes? quando fores chefe, espero que tenhas tb uma.... qualquer caramelo vende batata frita tem uma, cartão de combustível, etc, e nao me parece que um chefe da pm seja menos ..... acho muito bem (desde que nao faça falta ao serviço, bem entendido).

"tudo o que tenha como objectivo confundir o cidadão que não saberá distinguir um agente da Pm de um Militar ou militarizado, para os quais as funções atribuidas são tão distintas, não é bem vinda.."... entao a farda nº2 , dolman branco, bone branco , ISN, Faroleiros, Militares, Trocos de mar e militares, militarizados da PM ( com respectivo cracha) nao é bem vinda? isso só pode ser complexo ....de inferioridade. qual é o problema? preferes da PSP, GNR SEF ou ainda querias algo especial tipo fato de astronauta da NASA? ridiculo.... desculpa que te diga. e de facto nunca fui saco de cimento nem nunca andei vestido de arvore, mas tenho respeito por quem anda com qualquer uniforme, nem que seja guarda nocturno, ou policia de estabelecimento de marinha


as situacoes que reportas, que desconheco tais abusos, nao posso deixar de concordar contigo. O MP da tua comarca investiga se souber dos factos , nunca arquiva "ad liminen" factos vebais ou reportados, rumores, etc.....

Anónimo disse...

acho que as ....Viaturas PM com luzes de emergências e sem caracterização conforme a referida determinação..... são aqueles jipes cinzentos velhos que foram substituídos pelas pick-ups azuis da PM, os mais recentes ate AC possuem (e muito bem).
Consegui-se manter extra-lotacao nas capitanias/CL´s os velhos portars ou láo que é isso...retiram-se as caracterizacoes PM e andam a ser usados pelas patronias e militares para funcoes logisticas. e está mal porque?

Anónimo disse...

é pá, nao te preocupes com isso. isso são complexos.
isso passa com o tempo

SWORD disse...

"...mas tenho respeito por quem anda com qualquer uniforme,...".Um bom começo era começar pelos seus próprios camaradas, e não tentar arranjar justificações para o que se vai passando com esta profissão.Secalhar é o único que está bem. Um bom começo, é sair do pedestal da sabedoria, e inteirar-se da realidade Nacional.Pela extensa e "injustificada" escrita, julgo perceber que você está muito magoado com algo. Os seus colegas também estão e têm mais uma razão, você!! Pare e faça uma reflexão, quiçá até possa incluir a consciência,pois a continuar assim vai começar a acreditar que o que escreveu é mesmo verdade e único. Grave muito grave! O Hospital da sua "Marinha" recebe de braços abertos casos como o seu, e de certo os 99% das amizades que grangeou na sua carreira profissional entre os colegas, vão-lhe fazer um acompanhamento dos mais capazes.

Anónimo disse...

olha lá, outro complexado...
vá lá, nao sejas tão mau...
olha que na GNR ainda ficas pior, acertam-te o passo numa semana. Começas na Maritima e passado um ano estás no GIP`s a apagar incendios ou na BT.....
ou quiçá o que queres mesmo é ser fiscal, mas olha que lá é a doer mesmo, não andas de telemovel de serviço e a ser tratado como menino copo-de-leite

Anónimo disse...

se é certo que nos falta mão de obra, também é certo que tambem temos muitos colegas não fazem um boi...
se começassem a trabalhar para variar e deixassem de falar mal (do sistema)(só um bocadinho) só lhes ficava bem e sobrava menos para nós.
agora entrou bastante pessoal na PM, estamos no bom caminho, a seguir nesta direccao muitas coisas se modificarão para melhor

Anónimo disse...

É de consenso comum que a PM necessita de efectivos, bons profissionais, bem formados, gente capaz de dar continuídade ao que de bom se faz e sempre com o sentido de melhorar e evoluir.Hora se em tudo isso estamos de acordo acho que a PM deveria dar aos seus formandos melhores condições durante os cursos, não sendo moço de recados de ninguém este facto advém de uma constatação verídica "in loco" e quando falo em condições não falo só em termos materiais mas também humanos porque todos sabemos quem por lá manda sem capacidade para tal, felizmente não são todos. Resta aguardar que a Polícia Marítima seja sempre dignificada e que todos os PMs tenham os seus direitos alcançados, um bem haja á Associação pelo blog e um bem haja a todos os Polícias Marítimos.

Anónimo disse...

há grandes vidas, isso é que é!

barriguinha cheia, meus senhores, falam de barriguinha bem cheia, isso é que é!