domingo, 18 de abril de 2010

Petição Liberdade sindical aos profissionais da Polícia Marítima


Após leitura atenta da motivação; subscreva, confirme e divulgue.
Se, ainda assim, o julgar necessário, deixe o seu comentário.

3 comentários:

ASP POLICIA MARITIMA disse...

Conforme já havia sido referido, o Blog da ASPPM, serve para comentar os artigos nele publicados; devendo os assuntos de natureza diversa ser endereçados para o e-mail da ASPPM, com vista a atenção personalizada .
Todos os comentários inseridos ficam sujeitos a moderação, a fim de manter um nível aceitável de urbanidade entre os comentadores, que por vezes se excedem no uso da linguagem, secundarizando o assunto que está aberto à discussão.
A ASPPM, pretende que o blog seja o Ágora onde todos os portugueses possam criar pontos de vista acerca de factos correntes da nossa sociedade; e com isso contribuir para a macro visão das preocupações da actualidade.

ASP POLICIA MARITIMA disse...

Mais uma vez a ASPPM apela a todos os bloggers que a moderação dos comentários e opiniões se prende, unicamente, pelo facto da necessidade do blogue manter um nível aceitável de urbanidade.
De nada serve os bloggers apelidarem o facto de censura, ou mesmo injuriarem no comentário o presidente da ASPPM.
Os comentários servem para demonstrar uma posição relativa à noticia em foco, e nunca para tresmalhar para a injuria pessoal, ou mesmo desabafos - legítimos ou não - acerca da actividade interna da PM - e que está fora da esfera deste blogue.
Todas as questões pessoais devem ser dirigidas para o email da ASPPM a fim de serem apreciadas de forma personalizada.
LIBERDADE SINDICAL AOS PROFISSIONAIS DA POLICIA MARÍTIMA

Anónimo disse...

Ora aqui está

somos cerca de 500 e só existem 587 assinaturas no site?
Aqui se separam os homens dos meninos.....

É tão triste...

se por cada Agente assinassem pelo menos três pessoas já iamos nas 1500 assinaturas.....
custa assim tanto pedir a amigos e familiares?

Será que não sabem que a PM iria estar muito melhor representada e com mais poder de negociação ?

O ESPREITA